Indicadores de desempenho organizacional: entenda como aplicá-los

Tempo de leitura: 6 minutos

Todos os processos de uma empresa precisam ser mensurados, por isso os indicadores de desempenho organizacional são cruciais para ajudar as organizações a manter os objetivos estratégicos em dia.

Esses indicadores monitoram diversos setores de um negócio e podem fornecer lições muito importantes a respeito das equipes e dos processos realizados.

Você conhece os indicadores de desempenho organizacional e utiliza algum deles? 

Saiba mais em nosso post e coloque em prática esse tipo de análise!

O que são indicadores de desempenho organizacional?

Como já disse Peter Drucker, “se você não mede algo, você não pode entender o processo. Se você não entende o processo, você não consegue aperfeiçoá-lo.”.

Os indicadores de desempenho organizacional, ou KPIs – Key Performance Indicators (indicador-chave de desempenho) são ferramentas para medir e entender o nível de desempenho e de sucesso ou fracasso da organização e de seus setores.

É essencial contar com indicadores, pois eles são os valores mensuráveis que demonstram a eficiência com que uma empresa está atingindo os principais objetivos de negócio.

Esses indicadores são importantes para a gestão de uma empresa e garantem que os processos sejam acompanhados de perto.

É preciso que eles estejam de acordo com os planos e objetivos da organização e que todas as metas estipuladas sejam reais e alcançáveis.

Quais são os indicadores de desempenho organizacional?

Existem diversos tipos de indicadores e alguns já são bem conhecidos e adotados pelas organizações. 

É importante lembrar que não é preciso seguir uma regra, mas sim adaptar os indicadores ao contexto de seu negócio.

Separamos, a seguir, alguns tipos de indicadores de desempenho organizacional. Confira e veja se algum deles faz sentido em seu negócio!

Indicador de estratégia

Esse modelo de KPI auxilia as empresas a avaliarem o quanto de fato estão seguindo suas metas e objetivos predefinidos.

Com esses resultados, é possível comparar o cenário atual a como e aonde a empresa quer chegar.

Além disso, esse indicador permite repensar as estratégias e aprimorar os processos.

Indicador de qualidade

Esse tipo de indicador tem foco no produto ou serviço oferecido pela empresa e na satisfação dos clientes. 

Ele busca avaliar como o produto é visto pelos consumidores e como podem ser implementadas melhorias para que ele atenda ou supere as expectativas.

Com este indicador, podemos citar, por exemplo, o número de defeitos nos produtos durante os processos, as reclamações recebidas pelo serviço de atendimento ao cliente, as refações das tarefas entre outros.

Indicador de produtividade

Esse indicador caminha junto com o anterior e também diz muito sobre a qualidade de entregas, afinal, a produtividade dos profissionais se reflete no resultado final dos produtos ou serviços.

Como o nome sugere, esse indicador avalia a performance do funcionário em relação à produção e a suas entregas.

O indicador de produtividade é um bom parâmetro para que as organizações entendam como estão os colaboradores e quais setores precisam de mais melhorias e contratações, por exemplo.

Indicador de capacidade

Tal indicador mede a capacidade de resposta de um processo dentro da empresa em um determinado período de tempo.

Podemos exemplificar com a quantidade de produtos que uma máquina consegue embalar, quantos clientes por telefone um funcionário pode atender em determinado tempo ou quantas caixas um colaborador é capaz de abrir na reposição do estoque em um período definido.

Ao conhecer a capacidade da empresa, é possível criar metas mais reais e definir objetivos com dados concretos.

Indicadores financeiros

É evidente que o caixa da empresa é essencial para seu funcionamento, por isso não é possível tocar o negócio sem conhecer suas forças e fraquezas financeiras.

Os indicadores financeiros medem rentabilidades, buscam balancear custos e receitas e levam em conta diversos aspectos que envolvem o dinheiro da organização.

Como definir os indicadores para sua empresa?

Como citamos anteriormente, cada empresa tem seus objetivos e, por isso, os indicadores de desempenho organizacional devem ser definidos de maneira personalizada.

Independentemente do que seja mais importante para seu negócio, é preciso ter em vista que os KPIs devem ser relevantes e precisam estar relacionados com as metas. Além disso, eles precisam ser simples e todos devem entendê-los. 

Esses indicadores devem, ainda, atender às necessidades de curto, médio e longo prazo e devem ser acompanhados periodicamente.

Mesmo que cada negócio molde seus próprios indicadores, separamos, a seguir, algumas dicas para que essa definição seja feita de modo mais fácil pelos gestores.

Defina áreas

Se sua organização nunca mediu nem utilizou indicadores, não adianta querer medir todas as áreas e entender tudo de uma só vez.

Comece com pequenos grupos e amostragens e aumente aos poucos as métricas e os indicadores a serem implementados. O importante é começar a mensurar!

Determine a periodicidade do acompanhamento

Mesmo que restrito a pequenas áreas, é importante definir quando essas métricas serão analisadas e os resultados monitorados.

Diariamente, semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente, é importante entender qual periodicidade faz sentido para o negócio. 

Só não pode deixar passar muito tempo e esquecer de analisar as métricas coletadas!

Determine critérios de sucesso

Assim como são criadas metas para os setores, vale a pena definir critérios de sucesso para os indicadores de desempenho organizacional.

Eles podem ser os mais diversos para cada equipe e dirão se os indicadores estão atingindo ou não o que se espera.

Pode-se chamar de critério de sucesso o número de leads gerados, as vendas concretizadas, os produtos feitos em um período, a movimentação de estoque, a diminuição de acidentes de trabalho entre outros.

Não fique preso aos KPIs utilizados no mercado

São vários os indicadores que as empresas utilizam por aí, mas muitos podem não ter nada a ver com o seu negócio

Metrificar aquilo que não faz sentido para o seu contexto de negócio apenas faz com que se perca tempo e foco.

É bacana ver o que o mercado faz, principalmente em setores semelhantes ao seu, e buscar inspiração, mas não se prenda aos concorrentes e crie seus próprios indicadores.

Conclusão

Adotar indicadores de desempenho organizacional garante muitos benefícios para as empresas, como o aumento da capacidade organizacional, maior identificação de problemas, auxílio no alcance das metas entre muitas outras vantagens.

Entenda o perfil do seu negócio, mensure e colete dados, avalie os resultados, colha feedback e recomece o ciclo.

Medir é um trabalho constante, que merece atenção e que pode fornecer muitos insights para os planos e as estratégias de um negócio.Você já tem utilizado indicadores de desempenho organizacional? Aproveite que agora sabe mais sobre eles e leia um pouco mais sobre equipes e motivação!

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *