O que é feedback e sua relação com a experiência do colaborador

Tempo de leitura: 6 minutos

Certamente você já ouviu falar sobre o que é feedback e a importância dessa prática dentro das empresas, não é mesmo? Mas o quanto você realmente sabe sobre ela e como você gerencia a aplicação do feedback em seu negócio?

Muitas vezes, as ações positivas e negativas não recebem a atenção que deveriam nas empresas, mas isso poderia ser facilmente resolvido tornando a prática do feedback algo constante entre colaboradores e gestores.

Como está a prática de feedback em sua organização? Confira nosso post e saiba mais sobre o tema!

O que é feedback?

O feedback é um retorno a respeito de algum trabalho realizado, seja interna ou externamente. Ou seja, ele pode vir do funcionário para a chefia, da chefia para o colaborador ou dos clientes para a empresa.

Ele funciona como uma avaliação de desempenho, seja negativo ou positivo, sendo usado como uma ferramenta de alimentação de informações para o ajuste de desempenho dos colaboradores de uma empresa.

Dessa forma, podemos considerar o feedback como uma ferramenta muito importante para gestão de equipes, medição de resultados, mudanças de estratégias e melhoria contínua.

Segundo Douglas Stone e Sheila Heen, autores do livro “Obrigado pelo feedback”, o “feedback é a maneira como passamos a nos conhecer através das nossas próprias experiências e de outras pessoas – ou seja, a maneira como aprendemos com a vida”.

Trata-se, portanto, de uma maneira de identificar pontos fortes e explorar e corrigir fraquezas, buscando sempre o melhor desempenho individual ou em grupo.

O feedback deve ser utilizado para valorizar resultados positivos e para salientar equívocos e erros. Porém, deve-se observar que ele deve sempre ser educativo e jamais visto como uma punição.

A seguir, vamos ver os dois tipos de feedback que devem ser adotados em uma empresa.

Feedback positivo vs feedback negativo

Agora que você viu o que é feedback, é importante estar por dentro de dois tipos importantes na prática.

O feedback positivo geralmente é o mais esquecido dentro das empresas – o que é um grande erro. Retornos positivos devem ser dados para a equipe ou o colaborador quando se alcançam resultados esperados.

É preciso mudar o pensamento de que os resultados são obrigações dos funcionários, mas salientar o feito e parabenizá-los por esses atos

O feedback positivo motiva os times e mostra que as pessoas estão no caminho certo em busca dos objetivos da organização.

Já o feedback negativo, por mais difícil que seja – para quem dá e para quem recebe – é essencial para a mudança de comportamento e crescimento dentro da empresa.

Esse tipo de feedback demanda um pouco mais de cuidado, preferindo-se sempre fazê-lo de forma individual para não contaminar as equipes ou gerar conflitos internos.

Como já dissemos, o feedback não é uma punição e seu único objetivo é melhorar o desempenho do indivíduo e levar a melhores resultados para o negócio.

Seja positivo ou negativo, é importante que os gestores que transmitem o feedback tenham atenção à mensagem, encorajem os colaboradores, deem soluções aos problemas e esclareçam todos os pontos citados na conversa. 

Já para aqueles que estão recebendo esse retorno, é preciso saber aceitar o feedback, principalmente quando ele parecer uma crítica. É essencial procurar entender a situação e outros pontos de vista, assumir responsabilidades e buscar melhoria.

Mais do que entender o que é feedback, é preciso entender que esse é um processo de mão dupla. 

Por isso, os colaboradores devem ser incentivados a também darem suas contribuições e retornos sobre as gestões e a empresa.

Além da preocupação com o feedback entre gestores e colaboradores, é muito importante ouvir as opiniões do consumidor para melhorar os processos e as estratégias das empresas.

Empresas de sucesso utilizam essas opiniões para construir boas relações e fornecer experiências diferenciadas para o consumidor.

É legal ouvir elogios e retornos positivos, mas é o feedback negativo que tem grande poder e precisa de toda atenção, afinal, um cliente insatisfeito pode contaminar muitos outros possíveis usuários de seu produto ou serviço.

Faça pesquisas e incentive o consumidor a dar feedback durante toda a sua jornada de compra.

Fique atento aos canais de comunicação da empresa. Transformar problemas com a marca em experiências positivas faz toda a diferença para a imagem da empresa perante o mercado.

Quais as vantagens do feedback?

Agora você sabe melhor o que é feedback e já percebeu como ele é importante para as empresas, certo? 

Para que você fique ainda mais convencido sobre essa prática, separamos alguns benefícios que o feedback pode trazer para a sua empresa!

Melhora a qualidade do trabalho

O feedback faz com que o profissional entenda melhor seus pontos positivos e negativos, fornecendo assim uma melhor visão do que ele precisa manter ou aprimorar. 

Com isso, os funcionários podem mudar individualmente ou até em grupo, o que garante mais qualidade ao trabalho.

Além disso, receber comentários a respeito do trabalho dá mais motivação e vontade para os colaboradores, pois faz com que se sintam valorizados.

Ajuda na comunicação

Um grande benefício do feedback é a abertura ao diálogo dentro do ambiente de trabalho

Deixar os canais de comunicação abertos é essencial para garantir bons resultados.

Dar e receber feedback faz com que os indivíduos fiquem mais próximos e aumentem a relação de confiança entre si.

Fornece visões estratégicas e melhora a relação com o cliente

Ouvir e aceitar o feedback dos clientes é muito importante para estreitar relacionamentos com seu público

A partir do momento em que o usuário percebe que sua opinião é importante para a empresa, melhor passa a ser a visão dele sobre essa marca.

Além disso, coletar opiniões externas pode fornecer muitas visões estratégicas e fomentar mudanças importantes que ainda não eram percebidas.

Conclusão

O feedback é uma ferramenta de aprendizado e crescimento dentro das organizações, por isso saber oferecer e aceitá-lo é essencial para o mundo corporativo.

É preciso que os gestores entendam o que é feedback e passem cada vez mais a valorizar essa prática dentro das organizações.

Ouça os funcionários e o público externo, incentive as opiniões e dê os retornos positivos e negativos. Certamente, essa prática tem muito a contribuir para seu negócio. Como você tem dado e recebido feedback em sua empresa? Aproveite que agora você sabe mais sobre o que é feedback e conheça um pouco sobre pesquisa de satisfação dos funcionários!

Deixe seu comentário :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *