5 Práticas Para Melhorar Suas Pesquisas + BÔNUS

Tempo de leitura: 6 minutos

Pesquisas gigantes: tenho certeza que você alguma vez já se deparou com alguma, após realizar uma compra né? Porém, obter dados valiosos através de uma pesquisa com seus clientes é fundamental para saber os pontos de melhoria que devem ser considerados em seu negócio, sejam eles no atendimento, qualidade do produto ou, serviço e até nos valores cobrados. Mas se você pensou em realizar um questionário longo, com todos os dados possíveis, saiba que isso só irá aumentar as taxas de abandono e diminuir a qualidade dos seus dados. Até por que existem tipos de pesquisas, como pesquisas de clima organizacional, pesquisa exploratória e causal. Mas isso é assunto para nosso próximo artigo.

Mas temos uma boa notícia, se você ainda está pensando em como começar uma pesquisa de satisfação hoje, nesse post você vai encontrar cinco passos práticos para criação e implementação.

Dica pro: Antes do seu cliente começar a responder esse questionário. Você deve ter em mente que eles tem pouco contexto sobre o que se trata essa pesquisa. Por isso, fique atento ao tipo de pergunta que você irá realizar.

Seja objetivo

O convite para a pessoa responder a pesquisa deve ser claro. Lembre-se que a sua função é chamar o cliente para que ele dê o seu feedback para você ou sua empresa, então nada de frases longas e histórias de como as nuvens são bonitas no entardecer, okay?

Ex: Se apresente para a pessoa, diga seu nome, a empresa que trabalha e qual a finalidade da pesquisa – Olá, meu nome é Otávio, sou Analista de Marketing do Gorila e queremos a sua ajuda para entender melhor como está o segmento X do evento. Não ira levar mais que um minuto, vamos começar?

Obs: Não demora mais que 30 segundos para se apresentar e resumir sobre a pesquisa. Se você já despertou a atenção da pessoa, não alongue as coisas. E sempre fale sobre qual o motivo da pesquisa, as pessoas gostam de saber o que está acontecendo. Se a pesquisa tiver algum prêmio ou sorteio, é uma boa oportunidade de despertar a atenção dos usuários.

Estabeleça uma comunicação com o usuário

Tudo começa pela tela inicial da pesquisa, certo? Uma saudação é muito importante, coloque também a logo da sua empresa e abaixo, é necessário um breve texto para contextualizar o usuário. É importante ser compreensivo, caso o cliente não possa responder a pesquisa naquele momento.

Ex: Olá! Queremos a sua ajuda! Não irá levar mais que 1 minuto

Tempo é tudo

Você está tendo um dia atarefado? Está visitando algum lugar legal? É normal você dar atenção a outras coisas, que não uma pesquisa. É por isso que 60% das pessoas dizem que não querem fazer uma pesquisa que leva mais de 10 minutos. 87% das pessoas dizem que não querem responder uma que demora mais de 20 minutos. Não force da boa vontade do cliente, ele já está lhe dando a resposta, simplifique as coisas para ele. Uma pesquisa ideal varia conforme o seu mercado, mas acima de 2 minutos já é algo que pode causar abandonos, e não é isso que você quer, certo?

Dica pro: É legal deixar claro o tempo de duração estimado das pesquisas como “a pesquisa leva menos de 1 minuto” ou “é rapidinho”. Daí fica mais claro para o usuário, mas por favor, não minta falando que ela é rápida. Seu cliente irá ficar furiosos com isso!

Saiba o público que você irá interagir nas suas pesquisas

Quando você envia suas pesquisas de feedback para uma associação de pais e professores, é melhor acreditar que você terá respostas. Os pais geralmente se importam com questões que afetam seus filhos e, portanto, estão mais do que dispostos a fornecer seus comentários.

Grupos como pais, provavelmente não vão se importar com quanto tempo sua pesquisa, se eles se importam o suficiente com o assunto.

Uma boa dica para clientes pouco interessados é oferecer incentivos. Foque em algo simples, que não induza ele a perder o foco total da pesquisa, só para ganhar o prêmio. Depende muito do teu nicho de mercado, mas um exemplo legal de uma empresa de turismo que utilizou o Gorila, foi sortear uma viagem para os participantes da pesquisa. Teve bastante respostas, mas não foi algo que afetou a veracidade das respostas, saca?

Respeite os limites de seus entrevistados

Pedir informações é a alma da pesquisa, mas existe uma linha entre o que você pode pedir e o que você precisa evitar na primeira vez. De acordo com o SurveyMonkey, algumas perguntas são mais sensíveis e outras nem tanto, dá uma olhada:

  • 77% das pessoas disseram que não forneceriam informações de contato como número de telefone ou e-mail em uma pesquisa.
  • 55% disseram que não forneceriam seu nome completo.
  • 33% disseram que não diriam quanto dinheiro eles ganham.
  • 27% disseram que não forneceriam informações geográficas identificadoras, como código postal.
  • 7% disseram que não forneceriam informações sobre raça ou etnia.

Lembra do exemplo que eu mencionei acima sobre os grupos de pessoas? Pois é, há sempre um momento em que esses tipos de perguntas serão apropriados, por exemplo, se você estiver usando a pesquisa como um formulário de inscrição, as informações de contato e outras componentes, são cruciais.

Dica pro: Seu usuário prefere clicar do que digitar, por isso, na estruturação da pesquisa, as descritivas devem ser colocadas no lugar certo. Elabore opções de notas quantitativas ou utilize expressões como: muito satisfeito, pouco satisfeito ou insatisfeito, concordo, discordo ou sou indiferente. E evite mesclar assuntos. Conduza a pesquisa em um mesmo ritmo com perguntas abordando o mesmo tema.

Bom, seguindo essas 5 dicas práticas você está pronto para inciar a sua pesquisa de satisfação. Busque dados, aja em cima dos feedback coletados, planeje o próximo passo e você verá o poder dos dados para a assertividade na tomada de decisão. Se você ficou com alguma dúvida, pode contar com a nossa equipe de especialistas para realizar a pesquisa e obter informação vital para seu negócio.

BÔNUS

Neste exato momento nossa equipe está desenvolvendo uma nova versão do Gorila, que virá com muitas novidades e uma delas é o algoritmo IQP(Índice de Qualidade da Pesquisa) que através da inteligência artificial, irá contar com avaliadores quanto ao tamanho da pesquisa, tema abordado, coerência das perguntas no todo e muito mais. Ficou interessado e quer saber mais sobre essa nova versão? Mande um email para mim: otavio@gorilaapp.com.br

Deixe aqui seu comentário

comments